cenas escolhidas

"Ninguém é capaz de garantir a essa geração que vai tudo correr bem e que vão alcançar os seus objetivos. Ao mesmo tempo há uma coisa que acho fascinante nessa geração, que é um desejo de viver a vida com uma intensidade indiferente às expectativas de um futuro organizado e próspero", disse João Salaviza a propósito da estreia da sua primeira longa-metragem "Montanha" (2015).

O fecho de uma etapa, "esse desejo de cruzar adolescência e Lisboa", iniciada em curtas vencedoras de prémios como "Arena" (2009, Palma de Ouro de Cannes) e "Rafa" (2012, Urso de Ouro em Berlim), filmes em que "rapazes partem dos quartos para conquistar a cidade, para tomar o que acham que lhes pertence", como escreveu Vasco Câmara.