em cartaz

No programa de Novembro, laços familiares, memórias, a complexidade humana e as suas coreografias.

No programa de Novembro, a estreia na longa-metragem de Catarina Vasconcelos, Prémio da Crítica Internacional do Festival de Berlim, misturando documentário e ficção, um filme que parte da história da família da realizadora, com especial foco na avó paterna, que nunca chegou a conhecer, e na própria mãe; Yasujirô Ozu, com "O Fim do Outono", baseado no romance homónimo do escritor Ton Satomi, mais uma incursão nas relações familiares no Japão do pós-guerra de um dos mais aclamados cineastas de sempre; "A Toca do Lobo" de Catarina Mourão, documentário transgeracional sobre a sua própria família que é, em primeiro lugar, um belo exercício sobre a memória.

O novo filme de Nanni Moretti, "Três Andares", um dos filmes mais aplaudidos do último festival de Cannes, a história de um prédio de Roma habitado por três famílias que, ao longo de dez anos, têm de lidar com situações dolorosas e difíceis. Por fim, "No Escuro do Cinema Descalço os Sapatos" de Cláudia Varejão, um que filme acompanha não só as criações e estreias da Companhia Nacional de Bailado mas sobretudo o trabalho silencioso e estrutural de cada bailarino.