Crónicas da associação

O mundo do silêncio

Ano 1959, cidade de Los Angeles. Alfred Hitchcock dá indicações a Bernard Hermann: “faz o que quiseres, peço-te apenas uma coisa, por favor não escrevas nada para a cena do chuveiro, sem música.”


cenas escolhidas

Louis Malle estreia-se na longa metragem de ficção com “Fim de semana no ascensor”, um thriller a preto e branco, como um noir de Hollywood, ao som do sombrio e solitário trompete silenciado de Miles Davis que contorna como uma sombra a misteriosa e sensual noite de Jeanne Moreau.


em cartaz

cenas escolhidas

Uns anos antes da sua primeira longa-metragem, Louis Malle recebeu um convite do famoso explorador dos oceanos, Jacques Cousteau.


realizadores & realizadoras

"Alguns cineastas tendem a fazer sempre o mesmo filme, não os culpo por isso, e de certa forma invejo-os". Louis Malle


teaser trailer

O estudante Kyoshi seduz a bonita Makoto. Para conseguirem dinheiro fácil, e afastar o tédio, atormentam homens mais velhos que se rendem aos encantos de Makoto e acabam chantageados. Na vertigem, a frustração crescente com o mundo que se comprime à sua volta empurra-os para um comportamento cada vez mais implacável.


folha de sala

Sessão número cinco

Um drama de 1960 com origem no Japão e duração de 96 minutos. Estupenda cópia restaurada onde os dias são claros e as noites vibrantes. Luz natural, vermelhos ousados e néons, grande formato CinemaScope. Distribuído em Portugal pela Leopardo Filmes, classificado para maiores de 16 anos.


cenas escolhidas

“Devemos destruir a ilusão de que os filmes são caracterizados pela narrativa linear do romance naturalista e afirmar que o que é cinematográfico é a ficção ousada e a estrutura livre.” Contos Cruéis da Juventude de Nagisa Oshima, dia 26 de Fevereiro às 19h30 numa sala Cinemax Penafiel.